Na busca de uma alimentação equilibrada durante a quarentena

Por Ana Lucia Reis

Em tempos de isolamento social, é preciso ficar em casa para nos resguardarmos do covid-19 com o propósito de diminuir a disseminação do vírus, é um momento atípico para todos nós, passar tanto tempo em casa nunca foi tão possível, muitos profissionais em home office outros de férias coletivas, sem cinema, sem praias, sem viagens, distante dos amigos, mas e agora o que fazer? Estudos online, uma boa leitura, afazeres de casa, atividades com as crianças, preparar as refeições, tudo pronto como diz a música.
Porém um agravante que está me chamado atenção, nesse tempo do ficar em casa é a questão da ansiedade, ficamos apreensivos, preocupados com medo das quantidades de mortes, com a economia, com o nosso retorno ao trabalho, com a nossa saúde, como e quando tudo isso irá passar?!
Portanto, com todas essas informações, existe a possibilidade de desencadear o estresse e consequentemente diversos comportamentos impulsivos, inclusive referente à alimentação a qual deve ser saudável e equilibrada.
É importante adotar algumas orientações nutricionais para evitar a ingestão impulsiva de alimentos e para a busca da saciedade, procure sempre realizar as refeições em intervalos regulares e balanceadas, evite o comportamento de “beliscar” isso compromete a sua saciedade, evitar refeições volumosas, mastigue bastante os alimentos e coma devagar, assim terá mais saciedade, consuma alimentos integrais e ricos em fibras, tome bastante líquido, muitas vezes a sensação de sede é confundida com a de fome, não troque refeições por guloseimas, doces, pois aumenta a insulina e reduz o tempo da saciedade, evite o fast food e alimentos industrializados.
Contudo caros leitores, para amenizar o comportamento de “beliscar” uma besteirinha toda hora, vamos controlar o apetite ingerindo alimentos que saciam por mais tempo, a exemplo dos alimentos rico em fibras, pois provocam a liberação de hormônios intestinais que promovem sensação de saciedade como a aveia, linhaça, farelo de trigo, pão e massas integrais, frutas (maça, banana, uva) legumes e verduras (berinjela, abobrinha, cenoura), frutas secas (damasco seco, uva passa), as oleaginosas (amêndoas, castanhas, nozes), os alimentos rico em proteína como ovo, carne, frango, peixe, leite desnatado, queijos, tofu, iogurtes.
Lembrando que esses alimentos devem está inseridos em todas as refeições do dia com o propósito de aumentar a saciedade, amenizar a busca das merendinhas e não passar fome, a dica é, sempre ingerir uma proteína nas refeições, não esquecer das saladas no almoço e no jantar, adicionar as sementes, os grãos, as frutas secas nos lanches e dá preferência as gorduras boas como, abacate, nozes, linhaça, chia, azeite de oliva.

Fontes da Pesquisa:
www.mundoboaforma.com.br
www.natue.com.br

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*