domingo, setembro 26, 2021
Home Destaques Como manter-se no equilíbrio, em situações adversas?

Como manter-se no equilíbrio, em situações adversas?

Por Dôra Paiva

Durante toda a nossa trajetória de vida, passamos por “altos e baixos emocionais”. Uns dias são tranquilos, outros mais agitados, enfim essa é a chamada Dinâmica da Vida. Vez em quando, nos deparamos com situações em que somos deslocados do nosso eixo central. Quando esses eventos acontecem, costumamos usar algumas expressões chulas, tais como: “hoje estou com a cueca virada pelo avesso; “hoje eu estou com a macaca“; “eu virado no mói de coentro”; “hoje eu estou p. da vida“. Essas são pequenas expressões utilizadas pela maioria das pessoas, e elas evidenciam o nosso estado de espírito, nesses momentos. Elas exprimem a nossa raiva e o nosso descontentamento, em razão de algum fato ou ato, que aconteceu em torno de nós ou até conosco.

A Humanidade, em sua grande maioria, não foi preparada psicologicamente, para a vivência de Situações Adversas, que rotineiramente podem gravitar sobre nós.  Para essas situações desestruturadas, se faz necessário que tenhamos uma considerável parcela de controle e de centramento, para podermos administrar o evento ocorrido.  As vezes esses fatores ocorrem de forma tão avassaladora, que imanta nas pessoas uma qualidade de energia tão desorganizada, que vai gerar em alguns, um determinado desconforto e uma inquietação, que pode ser no Corpo Físico ou na Casa Mental. Mas também podem surgir nos dois segmentos. Esses são alguns dos inúmeros eventos que, se não houver   uma intervenção rápida e precisa, por parte da família ou até do próprio personagem envolvido, poderá dar surgimento a diversas consequências altamente perigosas ou até trágicas.

E o que são Situações Adversas? Como elas surgem? E como poderemos evitá-las? As Situações Adversas, são aquelas que possuem uma característica de ser diferente, de tudo que costumamos vivenciar no nosso dia a dia. É uma situação atípica e inusitada. Elas se implantam entre nós, quando um evento de forte impacto emocional, se apresenta e age em torno de nós.  Entre eles poderemos citar alguns, que são os mais comuns, dentro desse processo.  São eles: o DESEMPREGO; uma GRAVE DOENÇA; o fim de um RELACIONAMENTO AMOROSO; a DESARMONIA no lar, no ambiente de trabalho e entre amigos; a DIMINUIÇÃO DO PADRÃO DE VIDA etc.

Os itens listados acima, se vocês bem perceberam, fazem parte de um contexto muito atual e bem próximo de todos nós.  Como é do conhecimento de todos, nós estamos vivendo em tempos de Pandemia. Período este, em que as pessoas, estão vivendo sob a ótica dos DESAJUSTES e das ADVERSIDADES. Consequentemente, o panorama socioeconômico mundial foi drasticamente afetado, em razão dos protocolos sanitários que foram adotados pelas autoridades governamentais, visando conter a propagação voraz desse VÍRUS, ao qual chamamos de MALDITO. Muitas empresas foram fechadas, devido aos Lockdowns impostos e ao distanciamento social. Um Novo Normal, se estabeleceu. Como manter o EQUILÍBRIO nesse cenário? O pânico instalado em torno da Covid 19, se alastrou entre as pessoas, em função do seu alto grau de letalidade, que vinha ceifando milhares de vidas em todo o planeta, com uma velocidade ultrassônica. O número de divórcios, de separações e de Feminicídio, cresceram vertiginosamente, devido ao convívio mais próximo das pessoas. Foram criadas plataformas de serviços em Home Office, que foram adotados por algumas instituições. Mas também, não poderemos deixar de citar, que esse processo, possibilitando a aproximação de determinadas pessoas, com as quais não tínhamos tanta convivência.  Enfim se instalou um Caos Doméstico.

Como superar essa situação? Como não se permitir entrar na ZONA DA DESORIENTAÇÃO? Para essas ocorrências, se faz necessário que algumas normas sejam adotadas, entre elas listamos: uma LEITURA EDIFICANTE; ouvir uma MÚSICA RELAXANTE; abandonar o VÍCIO TELEVISIVO alarmista e desestruturante; uma maior INTERAÇÃO com os familiares, exercitando a criatividade; buscar AJUDA TERAPÊUTICA, almejando um suporte psicológico.

A situação é GRAVE e PREOCUPANTE, tendo em vista o crescimento de casos de SUICÍDIOS e de EPISÓDIOS DEPRESSIVOS, em todo o planeta.  Manter-se no EQUILÍBRIO, está sendo um grande DESAFIO para algumas pessoas. E como todo DESAFIO, é preciso que haja a IMPLANTAÇÃO de um padrão comportamental. É necessário ter a MENTE ABERTA, TRANQUILA e VIGILANTE. É preciso coragem e dedicação exclusiva para a reorganização do seu EU MAIOR. Troque a BAIXA VIBRAÇÃO, pela ascensão da sua AUTOESTIMA. Se AME, mas evite ser NARCISISTA. Seja VIGILANTE, porém não se deixe ser DESORIENTADO. Crie em torno de você uma ATMOSFERA IRRADIADA de carinho e de AMOR. Seja sempre POSITIVO, sem querer ser EXCLUSIVO.

Essa é meus amigos, a famosa DINÂMICA DA VIDA. Onde deveremos um apoiar o outro, sem que o outro venha ser a nossa MULETA DA SALVAÇÃO. Não se esconda emocionalmente, faça brilhar a sua LUZ e seja FELIZ, dentro das suas condições e possibilidades.  Pense nisso carinhosamente.  Namastê.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais Lidas

Posso usar?

Por: Priscila Conti   Olá queridos leitores. Na coluna Plus Size de hoje, o assunto é: Posso usar? Quantas vezes nós mulheres Plus ficamos em dúvida do que usar...

P51 Rock Brasil – “Já não sei mais”

Por Juninho Ouro Preto A Capital paulistana é uma zona musical muito especial para o Brasil. São Paulo além de ser a maior metrópole brasileira...

Estilo Minimalista na Decoração

Por  Angelica Schianta No ano que passou de 2020, nunca passamos tanto tempo dentro de casa. Toda essa alteração trouxe novos modos de viver em...

MC G15 lança “Nunca Foi Amor” em parceria com Nattan, DG e Batidão Stronda

Por: Omar Silva   Single estreia o projeto “G de 15 em 15”, em que o artista lançará uma música a cada 15 dias. Nesta sexta-feira, 24...