quarta-feira, julho 24, 2024
Home Destaques Recursos Humanos: uma profissão estratégica nas organizações

Recursos Humanos: uma profissão estratégica nas organizações

Por Andréa Alvarenga

Consultora de RH, Palestrante e Incentivadora de Pessoas

A profissão de Recursos Humanos, o tão conhecido RH, ocupa um lugar de destaque nas empresas modernas, desempenhando um papel estratégico fundamental para o sucesso organizacional. Este departamento não se limita a funções administrativas tradicionais, como recrutamento e folha de pagamento, mas se estende a um conjunto de subsistemas que juntos potencializam o desempenho e a competitividade da empresa. Vamos conhecer um pouco a importância estratégica do RH e os seus principais subsistemas?

1. Recrutamento e Seleção: O processo de recrutamento e seleção é o ponto de partida para construir uma equipe de alta performance. Este subsistema envolve identificar e atrair candidatos qualificados, conduzindo uma seleção criteriosa para assegurar que os profissionais contratados possuam as competências necessárias e se alinhem à cultura organizacional. A importância estratégica aqui reside na capacidade de o RH atrair talentos que contribuirão para o alcance dos objetivos empresariais.

2. Treinamento e Desenvolvimento: A formação contínua dos colaboradores é essencial para manter a competitividade da empresa. O subsistema de treinamento e desenvolvimento visa aprimorar as habilidades e conhecimentos dos funcionários, preparando-os para desafios futuros e promovendo a inovação. Programas de desenvolvimento profissional, coaching e capacitação são ferramentas estratégicas que aumentam a eficiência e a satisfação no trabalho.

3. Gestão de Desempenho: A gestão de desempenho é fundamental para monitorar e avaliar o progresso dos colaboradores em relação aos objetivos estabelecidos. Este subsistema envolve a definição de metas claras, avaliações periódicas e feedback construtivo, incentivando um ambiente de melhoria contínua. Ao alinhar o desempenho individual aos objetivos organizacionais, o RH contribui diretamente para a realização das metas estratégicas da empresa.

4. Remuneração e Benefícios: Uma política de remuneração justa e competitiva é vital para atrair e reter talentos. Este subsistema envolve a elaboração de estruturas salariais, bonificações, incentivos e benefícios que não só recompensam os colaboradores pelo seu desempenho, mas também os motivam. A gestão eficiente de remuneração e benefícios é estratégica para manter altos níveis de satisfação e engajamento dos funcionários.

5. Relações Trabalhistas: Gerir as relações trabalhistas de forma eficaz é crucial para assegurar um ambiente de trabalho harmonioso e produtivo. Este subsistema abrange a gestão dos contratos de trabalho, negociações sindicais, resolução de conflitos e conformidade com a legislação trabalhista. Uma boa gestão das relações trabalhistas previne litígios e promove um clima organizacional positivo.

6. Saúde e Segurança no Trabalho: Garantir a saúde e a segurança dos colaboradores é uma responsabilidade estratégica do RH. Este subsistema inclui a implementação de políticas de segurança, treinamentos específicos e programas de saúde ocupacional. Um ambiente de trabalho seguro e saudável não só cumpre com as exigências legais, mas também melhora o bem-estar dos funcionários e reduz custos com acidentes e doenças, uma parceria direta com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT.

7. Cultura e Clima Organizacional: O RH desempenha um papel central na formação e manutenção da cultura e do clima organizacional. Este subsistema envolve a promoção de valores, comportamentos e práticas que refletem a identidade da empresa. A gestão eficaz da cultura e do clima organizacional é estratégica para fomentar um ambiente de trabalho motivador, colaborativo e alinhado com os objetivos empresariais.

8. Planejamento de Carreira e Sucessão: O planejamento de carreira e sucessão é vital para assegurar a continuidade da liderança e a retenção de talentos, focando no desenvolvimento de planos de carreira personalizados, identificação de potenciais líderes e preparação de sucessores para posições-chave. A gestão estratégica deste subsistema garante que a empresa esteja preparada para o futuro, com líderes capacitados e motivados.

Agora que você sabe onde os RHs atuam, que tal saber como se tornar um Profissional de Recursos Humanos?

Você já sabe que a profissão de RH é fundamental para o sucesso de qualquer organização, mas exige uma combinação de habilidades interpessoais, conhecimento técnico e compreensão das dinâmicas empresariais.

Para se tornar esse profissional de RH, conheça os passos necessários para ingressar e prosperar, sem perda de tempo:

 Graduação em Administração de Empresas com ênfase em Recursos Humanos ou o Tecnólogo em Recursos Humanos, sendo licenciados pelo Conselho Regional de Administração (CRA), após a formação. Esses programas fornecem uma base sólida em áreas como teoria organizacional, comportamento humano, legislação trabalhista, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, e gestão de desempenho.

 Para aqueles que desejam aprofundar seus conhecimentos, investir em uma pós-graduação, MBA ou especialização em Recursos Humanos, é um diferencial competitivo. Esses programas oferecem uma compreensão mais profunda das estratégias de RH, desenvolvimento de liderança, gestão de mudança e outras áreas avançadas, preparando os profissionais para assumir posições de liderança dentro do departamento. Existem inúmeras especializações na área.

Além da formação acadêmica e especializações, todo RH deve ter bem desenvolvidas, competências como: Habilidades Interpessoais excelentes, incluindo empatia, comunicação eficaz, negociação e resolução de conflitos, domínio em Legislação Trabalhista, Gestão de Pessoas e Liderança, Competências Tecnológicas, como os sistemas de informação de RH, plataformas de recrutamento online e ferramentas de análise de dados.

Para adquirir experiência, durante a faculdade, se entregue aos Estágios e Programas Trainees, que oferecem uma oportunidade valiosa para aplicar os conhecimentos teóricos em situações reais, desenvolvendo habilidades práticas e construindo uma rede de contatos profissionais (networking). Também participe de Projetos e Voluntariado, que ajudam a desenvolver competências em gestão de equipes, treinamento e desenvolvimento. Obtenha certificações que demonstrem seu nível de competência e comprometimento com a profissão, se associe a Associações diversas, a exemplo da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), participando de muitos eventos, workshops, conferências, nas Instituições de RH, atualizando-se e fazendo Networking. Além de tudo isso, leia bastante. Você não vai querer ficar desatualizado numa profissão que é pura estratégia, vai?

Há 24 anos atuo nessa profissão, e não há satisfação maior do que a certeza de ter escolhido uma profissão que faz a grande diferença nas empresas.

Referências: texto próprio e imagem pessoal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais Lidas

Como diagnosticar e superar feridas emocionais para uma vida plena após 40+

Por Hiane Santos Você sabia que muitas mulheres, ao atingirem os 40 anos, enfrentam desafios emocionais significativos que podem afetar sua autoestima e bem-estar geral?...

Politica monetária: o que é e como afeta a sua vida?

Por Daniele Costa do Canto A política monetária é um conjunto de ações implementadas pelo Banco Central (BC) de um país para controlar a quantidade...

Dois filmes feitos para a TV com grandes atrizes

Por Nelsinho Toledo    Hoje vou comentar sobre dois filmes feitos para a televisão que há muito tempo não são mais exibidos pela TV brasileira,...

Podcast de Inclusão em Premiação Nacional

Por Rita Silva  Venho comunicar que estou participando de uma premiação a nível nacional. Que alegria! Nunca passou pela minha cabeça que um dia eu...