domingo, julho 3, 2022
Home Destaques Redes Sociais: a utopia da vida moderna

Redes Sociais: a utopia da vida moderna

Por Renato Camargo

Praias paradisíacas, mulheres lindas, corpos exuberantes, jantares sofisticados, viagens incríveis, vidas luxuosas e relacionamentos amorosos de dar inveja caracterizam o perfil virtual de milhares de pessoas pelas mídias sociais. Com a onda dos filtros, o padrão de beleza tornou-se requisito indispensável para ganhar ‘likes’ e seguidores, pessoas que se iludirão com um mundo de fantasia.
A vida ostentada nas redes sociais atrai pessoas que desejam corpos perfeitos, a riqueza fácil, o status de celebridade e um padrão de vida luxuoso que só o mundo virtual proporciona.
Nesse Mundo Digital, onde mais da metade da população brasileira sobrevive com apenas 1 salário mínimo (R$ 1.089,00) e somente 1% desta população ganham mais de 27 mil reais mensais, que muitos blogueiros, youtubers, coaches e influencers surfaram na onda e ficaram milionários. A exposição de suas vidas os tem tirado do anonimato para o estrelato, de pobre à milionários com rendimentos que somam milhões de reais, com direito a jatinho particular, mansões e viagens de luxo. À medida que estes vão se destacando nas mídias sociais e se tornando referência para uma população carente de referencial, mais famosos, ricos e influentes se tornam, mas de fato, a concentração da riqueza acaba beneficiando uma minoria, enquanto a maioria favorece esse movimento patrocinando e fortalecendo essas personalidades.
Entretanto, como na vida real, as máscaras tendem a cair. Com o tempo, a vida camuflada perde força e consistência, e a verdade vem à tona.
Relacionamentos conjugais vendidos nas mídias como modelo de casamento perfeito, mas que sucumbem diante de uma vida ‘real’ que as redes sociais não mostram. Personalidades carismáticas sendo desmascaradas publicamente e vidas de mentira sendo reveladas.
Enfim, a realidade é aquela que a gente dá de cara todo dia, com pessoas imperfeitas, com cotidiano cheio de problema e tristezas que toda alma carrega dentro de si. A vida exposta nos ‘feeds’ é cheia de maquiagem, recortada e falsificada, que não condiz com a realidade. Muitas pessoas expõem o que elas não são para não evidenciar o que elas, de fato, são.
Uma gordurinha saliente aqui e uma mentira ali são imediatamente extraídos das redes sociais, filtrando e camuflando as verdades que ali existem, promovendo uma vida que não é real, muito menos sincera.
Você deve ter já se perguntado: Como essa pessoa pode ser tão linda assim? Onde estão essas pessoas perfeitas que não vejo no dia a dia? Por que não prospero se segui corretamente os passos do programa ‘vença já”?
Certamente que, a vida não é uma receita de bolo e que a mesma fórmula sirva para todos. A felicidade pregada na internet é carregada de subjetividade, ou seja, não é o mesmo para todos. Uns se sentem felizes vivendo de um jeito, outros sentem a mesma felicidade vivendo de forma oposta. O que o outro faz, não necessariamente, precisa ser reproduzido pelo outro como se fosse a fórmula mágica para resolver todos os problemas da vida.
Os filtros utilizados nas redes sociais mascaram não só a aparência, mas escondem as sujeiras e as imperfeiçoes da vida real, mas que tem conquistado milhares e milhares de pessoas que também compram e vendem esse padrão utópico de existir, mas que só existem na vida virtual.
Não se engane com as redes sociais, nem tudo é verdade, grande parte de tudo aquilo é FAKE. Não se engane com personalidades midiáticas, eles enriqueceram absurdamente com a ilusão que a internet também proporciona. Se afaste da vida virtual e viva intensamente a realidade. Substitua milhares de seguidores por laços de amizades reais e palpáveis, troque likes por elogios sinceros e não tenha medo dos seus defeitos, não se camufle tanto e não viva fingindo. Você é REAL.

“A realidade é para os fortes, por isso muitos vivem sob ilusões”. (Júlio Pattuzzo)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Artigo anteriorCopacabana Beat no seu TBT
Artigo seguinteEterna Elis Regina

Mais Lidas

Maria Quitéria: heroína de guerra

Por Viviane Vidmar Maria Quitéria (1792-1853) foi uma heroína da guerra pela independência do Brasil. Vestida de soldado alistou-se no batalhão de “Voluntários do Príncipe...

A causa animal: uma responsabilidade de todos

Por Omar Silva   Cuidar dos animais em situação de vulnerabilidade, bem como dos que estão dentro de famílias carentes, também é um tema de saúde...

Quem vai golear mais neste fim de semana?

Por Fernando Francisco Neste final de semana temos mais uma rodada do Campeonato Brasileiro e vamos ver se o Palmeiras se mantém com seu ritmo...

Vamos falar de Portugal?

Por Cristiano Ruggeri Meus amigos leitores, vamos falar hoje da Europa que é admirada por todos e Claro começando por Portugal. E vamos falar um pouco...